Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

...RAIOS DE SOL

assuntos do quotidiano, amor, família, amigos e várias experiências de vida. Fica por aqui ;)

...RAIOS DE SOL

assuntos do quotidiano, amor, família, amigos e várias experiências de vida. Fica por aqui ;)

17
Ago18

Os meus pais

CÉLIA

Os meus pais sempre tiveram uma vida de sacrifício. 

Trabalharam toda a vida, são reformados e mal pagos. A mãe continua a trabalhar metade do dia para fazer face às despesas.

Os meus pais são pessoas com quem falo todos os dias, são uma parte da minha família. Há coisas que eu não concordo neles mas são os pais que se sacrificaram por mim e pela minha irmã.

São pais com um casamento cheio de conflitos até hoje. Podem imaginar como foi viver numa casa com discussões todos os dias.

Apesar de tudo, eu ajudo no que posso, todos os dias, podem sempre contar com as filhas e o genro. 

Muitos erros cometeram na vida deles mas não evoluiram. Vivem numa casa sem paz. Não sabem falar um com o outro.

Não sei como é que duas pessoas conseguem viver assim.

Na minha vida, nunca estou completamente em paz. Tenho de conviver com estas pessoas extremamente negativas e tenho de as ajudar. Não tenho rancor ou raiva de nada mas muitas vezes vou-me abaixo de ver tanta miséria humana de sentimentos. Relações impossíveis que se mantém e prejudicam ao seu redor.

A minha vida não é fácil, tenho imensos problemas mas apesar de tudo eu agradeço a Deus as coisas boas que tenho. Nem tudo são espinhos, a minha vida tem coisas muito boas também e não me falta coragem para lutar todos os dias com um sorriso nos lábios.

 

16
Ago18

Pensamentos de vida

CÉLIA

Todos os dias desvio os meus pensamentos. Faço força para não pensar em coisas más. 

Há muita coisa que me preocupa e eu rapidamente mudo os meus pensamentos porque sei que me fazem mal. Não devemos encher a cabeça com preocupações. É difícil, muito difícil mas é possível esquecer o passado e as preocupações, os medos...

Quero experimentar um trabalho, ver como reajo. Há muitos anos que não sei o que é sair de casa para ir para um trabalho. Não sei o que vai acontecer, nem sei se vou conseguir ser aceite mas quero tentar.

Os meus pensamentos invadem-me a toda a hora sobre este assunto. Sinto que preciso mudar, sair da concha, acreditar em mim e aprender novamente a fazer algo.

Já são tantos anos em casa, que ás vezes fico desesperada com tudo. Tudo é complicado, são tantos anos de limpezas e cozinhar que já nem sei fazer mais nada.  Por vezes até já fico sem saber como fazer as coisas, sem saber como começar...

Cansada, ando cansada de tanta coisa...

E depois penso, se em minha casa já ando farta de fazer as mesmas coisas, como vou enfrentar um novo trabalho?

Lá vem o receio de falhar, de não aguentar.

 

Ainda não posso já procurar trabalho porque tenho assuntos pendentes e ando assim a moer a cabeça com estes pensamentos, a pensar em porcarias e a sofrer antecipadamente.

Mas com muito esforço eu contorno isto tudo e esqueço estas tretas todas. Faço exercícios mentais e desvio os meus pensamentos para coisas melhores.

 

Pensamentos do dia:

Tens que acreditar em ti

Tu és tão boa ou melhor que os outros

Tu és capaz

Tu és forte

Tu consegues

Aos poucos tu chegas lá

Não ligues ao que os outros dizem, segue o  teu caminho.

 

 

 

 

 

07
Jul18

A nossa vida e a dos outros

CÉLIA

Há pessoas que gostam muito de se enaltecer. Mostrar que são superiores, que trabalham mais que os outros, que têm mais que os outros, são melhores em tudo.

Será que será mesmo assim, será que são felizes? Ou é tudo aparência?

Eu não tenho o hábito de falar muito de mim. Não conto muita coisa sobre a minha vida para as pessoas que vejo no dia a dia. Falo do tempo, de coisas banais, coisas que gosto ou não gosto mas nunca fui de dizer que sou melhor nisto ou naquilo. Não me acho melhor que ninguém, sou simples, não sou de comprar muita coisa. Gosto sim de passear, quando a vida me permite, até porque eu não conheço nenhum país fora de Portugal.

Sei que muita gente já viajou muito fora do seu país mas eu não tenho inveja, sinto-me feliz por conhecer muitos sítios de Portugal e aconselho mesmo a visitarem o norte, Madeira e Açores (ainda não fui aos Açores mas gostava muito de ir).

Sei que há muitas famílias que têm uma vida muito simples, tudo contadinho e não podem fazer muita coisa. Por isso dou muitas graças a Deus que a minha vida me permite ter uma rotina razoável. Mas não sou uma pessoa que se me apetecer, faço isto ou aquilo, comprar por exemplo roupa e calçado todos os meses, nem pensar, tenho de ter muito juízo para andar sempre tudo na linha, como se diz.

A vida é difícil para todos, mesmo quando se tem muito dinheiro, há sempre um mas e não é por ter este mundo e o outro que determinadas pessoas são mais felizes, pelo menos é o que eu acho. Tudo na vida tem o outro lado da moeda.

 

 

Nature Photos [from www.metacafe.com] #78.jpg

 

24
Jun18

As mudanças

CÉLIA

Bom dia e bom Domingo!!!!

Hoje comecei a lembrar-me de coisas que mudaram na minha vida. Há coisas que eu fui alterando aos poucos e eu também mudei.

Há uns anos atrás pensava que devia mudar de casa para uma mais pequena. Fiz a mudança e mudei de opinião, voltei de regresso à base. Pelo menos tenho a certeza que estou melhor onde estou agora.

Deixei de ligar às maldades da vizinhança, mudei de atitude e acho que amadureci. 

Passei a fazer compras no mercado poupando muito mais.

Faço mais caminhadas.

Voltei a pintar.

Criei este blog e aqui continuo.

Superei problemas de saúde.

Recebi reiki e aprendi a fazer (nivel 1)

Visitei lugares novos.

Sou uma pessoa mais simples (gosto de me vestir com roupas simples e não me pinto).

Sou ainda mais poupada.

Experimentei novas receitas.

Não quero ter o melhor carro, melhor casa e outras coisas supérfulas.

Agradeço as coisas simples do dia a dia.

Não preciso de riqueza.

 

Na minha vida descobri coisas que eu gosto muito de fazer como ver o mar, sentir a areia nos pés, apanhar sol, caminhar, tirar muitas fotos, ainda sou muito gulosa, adoro as minhas gatas e amo a minha família.

 

Para o futuro não faço planos, vivo o presente, foi o que aprendi com o reiki, viver o dia a dia com amor no coração, bondade, positivismo e esperança.

 

 

Natural Picture [from www.metacafe.com] #3.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

15
Mai18

Viver

CÉLIA

Viver com alegria, tristeza, sorrisos, lágrimas, medo, coragem, força...

Viver é isto, um turbilhão de emoções

Apredemos a amar mas também a odiar

Crescemos, mudamos, envelhecemos

Logo cedo sabemos que a vida é trabalhar 

Lutamos todos os dias para estarmos bem...

Viver é mexermo-nos, pensar e realizar

Mesmo que por vezes não tenhamos força ou saúde

lutamos e lutamos.

Vida é energia boa e má que nos invade

Depende de nós como queremos viver.

Não é fácil ultrapassar os obstáculos da vida

mas tudo depende de nós, da nossa energia, da nossa força e coragem.

Viver é escolher caminhos, amar, perdoar ou não...

percorrer uma vida inteira com sacrifícios mas também com felicidade.

Por vezes deseperamos, perdemos tudo

mas outras vezes ganhamos e somos muito felizes

São assim as batalhas da vida, é isso mesmo, viver

é lutar, ganhar e perder com ou sem amor.

Somos assim, seres a aprender a Amar a Vida.

 

 

 

 

 

10
Fev18

A casinha e a casa grande

CÉLIA

Hoje fui à minha casa de solteira, o meu t1. Fui buscar tralhas que tenho ainda no apartamento e na arrecadação.

Falei com uma vizinha minha que encontrei nas escadas e ela disse-me que outra vizinha que tinha a casa à venda como eu não conseguia vendê-la. Eu sei o que se passa, o local tem poucos transportes e pouco comércio e serviços. Outra coisa muito importante é que a minha casa é um quarto andar sem elevador :(

Tenho a casa à venda há 6 meses e nada de visitas. Lá vou ter que alugar outra vez. 

Espero bem ter sorte com os inquilinos. De todos os que já estiveram na minha casa só houve 2 que escaparam, o resto só me arranjaram problemas.

Como eu estava a contar-vos das tralhas que ainda tenho na casa, neste momento já tenho o apartamento vazio, falta-me trazer ainda uma remessa de tralhas da arrecadação. 

Deu-me tanto trabalho fazer a mudança da casa em 2016, que fui trazendo as coisitas às mijinhas. 

Esta história da mudança de casa tem muito que se diga.

Foi em Fevereiro 2016 que eu meti na cabeça que devia vender a minha casa onde estava a habitar (t3) para me mudar para o tal t1. Foi a maior loucura, mas lá fui, e está claro que não cabiam as coisas na casa pois passei duma casa com 100 m2 para uma de 50 m2.  Mas aqui a doidinha meteu na cabeça que devia vender a casa grande e contentar-se com o pequeno t1. Assim supostamente reduzia as despesas e tinha uma vida mais desafogada. Outra coisa que me levou a mudar de casa foi a vizinhança....que nem vos conto que é demais....

Pois o que é que aconteceu perguntam vocês? Fartei-me da casa, sentia-me num buraco sem respirar. A casa estava cheia de móveis e outras tralhas que mal me mexia naquele t1. O que fizemos nós, voltámos para o t3 no final de 2016.

Com esta brincadeira gastei um dinheirão com empresas de mudanças e ainda tive de andar a acartar cima a baixo de um quarto andar, tralhas e mais tralhas para pagar menos nas carrinhas de mudança. Assim, em Dezembro de 2016, levei a maioria das coisas que tinha em casa no carro e no dia de ir lá a carrinha da mudança foi só transportar móveis e electrodomésticos.

 

Mas cá estamos nós de volta à casinha grande e já passou mais de um ano. Esta casa realmente é muito boa, tem muito mais espaço e a minha sala tem sol todo o santo dia, coisa que não acontece na outra. 

 

Prontos deixo-vos com mais uma aventura meia maluca,

Tenham um bom fim de semana.

 

 

Beijinhos

04
Fev18

Razões que nos fazem viver

CÉLIA

Há coisas na vida que não prescindo. Em casa gosto de ter tudo arrumado e limpo, adoro sentir o cheiro de roupa limpa e uma das tarefas mais constantes é a limpeza e arrumação da cozinha. Nunca fui de ter remessas de sacos do lixo em casa, práticamente todos os dias despejamos o lixo e detesto o mau cheiro da areia do caixote das gatas por isso todos os dias retiro a areia utilizada.

Deixei a casa dos meus pais à quase 12 anos e tenho muitos hábitos criados e enraizaddos. Uma das coisas que mais gosto é de sentir os lençois lavados na minha cama e ver as minhas casas de banho sempre limpinhas.

Eu aluguei uma pequeno t1 que tenho de solteira durante vários anos e vocês não imaginam como as pessoas deixam uma casa, numa verdadeira lástima, será que as pessoas são quase todas assim, "porcas", desculpem mas é mesmo muito mau o estado que me deixam a casa e já estiveram lá uns 6 inquilinos individualmente.

Mas voltando às minhas rotinas, uma tarefa muito importante na nossa casa são as refeições. Fazemos comida todos os dias, não gostamos de deitar nada fora nem acumular restos por isso fazemos sempre comida que dure no máximo 2 ou 3 dias. Gosto de ter alimentos frescos e por isso tudo o que vai para o congelador é gasto durante mais ou menos num mês e só depois volto a fazer compras. 

Como podem ver tenho a minha cabeça sempre muito ocupada com a gestão da casa. Se eu tivesse mais saúde eu preferia ter um trabalhinho fora de casa e deixar a lida da casa para uma empregada mas não, já não trabalho fora de casa há alguns anos por motivos de saúde e ocupo-me da casa e o marido também faz as suas tarefas de casa porque uma casa dá muito trabalho.

A maior culpada de eu ser assim, tão cuidadosa com as minhas coisas é a minha mãe. Ela educou as duas filhas com muito rigor nas tarefas dárias de casa e não só, sempre nos ensinou a não deixar nada por fazer para o dia seguinte, se é para fazer que seja logo de imediato.

Pensam que eu não me aborreço, estão muito enganados, já tenho 41 anos de muito trabalho doméstico desde muito miuda e já pesa muito tanta tarefa todos os dias para fazer. Mas é como vos digo eu não prescindo de tudo isto, pois não sou capaz de viver numa casa suja ou desarrumada.

Tudo isto é bom para a minha vida, o meu dia a dia e espero poder ter forças durante muitos anos para continuar assim. Também vos digo que um bom cmpanheiro que partilha toda uma vida em tudo é muito bom, é uma grande sorte, uma grande alegria.

Depois temos outras coisas na vida que não prescindo que será em primeiro lugar, passear ou viajar, não sempre mas quando é possível. Quem é que consegue passar sem sol? como é bom passear naqueles dias solarengos ou ir à praia. 

Viver a vida com partilha de momentos com a família e amigos, sempre nos faz tão bem, sentir o carinho, o afeto, o amor das pessoas mais chegadas.

Se formos a ver bem há tanta coisa na vida que acontece dia a dia que precisamos como água para viver. Tudo o que faz parte da minha vida, do meu dia a dia me faz falta e não prescindo.

Tenho muitos motivos para me sentir bem e feliz, são muitas razões, centenas de coisas do dia a dia que temos de valorizar, que assim seja...

 

WP_20171225_17_18_22_Pro.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

29
Jan18

Aniversário

CÉLIA

Hoje faço 41 anos!!!!!

Hoje tenho direito a bolinho de aniversário feito pelo marido.

Diz o meu mais que tudo que hoje não faço nada.

O almoço e o jantar estão por conta dele, eh eh eh

Nasceu um dia lindo cheio de sol, que maravilha.

O que eu tenho a dizer de tantos anos de vida???

Vai se vivendo umas vezes bem outras aos trambulhões. Já tive anos bons outros maus mas há muita coisa má que acontece nas nossas vidas devido à instabilidade económica do nosso país. Eu acho que muita coisa está pior no nosso país, não preciso relatar o que todas as pessoas falam todos os dias. Não venham cá com histórias que está tudo uma maravilha porque este país não oferece condições boas de vida. Vive-se com pouco ordenado, sempre apertado todos os meses, controlam todas as nossas vidas em todos os passos que damos, sempre á procura de um meio de tirar mais dinheiro. 

Vocês devem estar a pensar que pensamentos estes para um dia destes mas é o que eu sinto, de há uns 7 anos para cá que mudou muita coisa para pior e há muita desconfiança no dia a dia, sempre uma incerteza no futuro, preocupações e falta mesmo de alegria.

Muita coisa nos preocupa no dia a dia, temos uma vida que ainda se vai vivendo mas até quando?

Quantas vezes mais estes governantes não nos irão puxar o tapete?

 

Bem deixemos de lamurias e vivemos o dia a dia de cada vez, com muita coragem e determinação.

 

Beijinhos e boa semana a todos!!!!

 

 

17
Jan18

Prestes a completar mais um ano de vida

CÉLIA

Estou quase a fazer anos. No final do mês faço 41 anos, como o tempo passa, que uma pessoa nem sente. 

Hoje ao pintar, vejo como devia pintar muito mais. Apesar de não ter compradores, acho que tenho jeito para pintar. 

Este ano vou aprofundar mais as técnicas de pintura, melhorar mais a minha pintura mesmo que os trabalhos fiquem comigo. Esta actividade faz-me sentir bem e gosto de ver os meus trabalhos.

Esta semana tem sido de muitas novidades, comecei a fazer dieta, fazer exercicio e voltei a pintar. Gostava muito que este ano eu contiuasse estas metas e a fazer muito mais. Pelo menos vontade não me está a faltar.

Aos poucos, uma pessoa vai mudando de hábitos e vai se sentindo mais forte, mais capaz de mudar de vida. 

Preciso mesmo de mudar muita coisa, porque já estava a sentir-me muito estagnada. Aqui também estou aos poucos a mudar o hábito de escever um pouco todos os dias. Não sinto vontade para escrever livros mas quero manter as minhas escritas daqui em dia. É sempre bom puxarmos pela cabeçinha e escrever todo o tipo de coisas. Já lá vai quase ano e meio de blogue, vou trocando comentários com várias pessoas e é muito bom criar estas amizades. 

Então é assim... mais um ano que vou completar e muita coisa vai mudando para melhor.

 

WP_20171225_17_18_22_Pro.jpg

 

 

22
Set17

Vida de pobre

CÉLIA

Olá a todos!!!! Tenho andado fugida. Verdade é que não tenho conseguido escrever. Não se tem passado nada de especial ou sou eu que estou com falta de ideias. Estes dias dias têm sido tranquilos, ainda não fiz o desenho para pintar na tela. Conheci uma escola de estética porque a minha irmã decidiu inscrever-se num curso de unhas de gel. Gostei da escola, achei bastante interessante mas não me inscrevi, acho que não é bem aquilo que pretendo para mim. Tenho pensado muito na vida e quanto mais penso mais acho tudo igual, a vida é uma rotina enorme cheia de coisas repetidas que se tornam um disco riscado. Tento fazer coisas diferentes para quebrar esta grande rotina e acabo por inventar saídas para sítios mais ou menos distantes de casa. Agora invento várias maneiras para não ter de andar sempre a preocupar-me com a casa e desde que tenho arranjado pretestos para sair mais de casa, a minha cabeça tem andado muito melhor e mais tranquila. Mas esta questão das rotinas é terrível, a vida resume-se a umas quantas coisas repititivas como o tabalho, a casa, as compras e pouco mais. É claro que isto é a rotina dos pobres ... e que rotina de sacrificios. Pobre só se diverte uma ou duas vezes por ano nas férias e às vezes nem isso. Desculpem lá este desabafo mas isto anda mesmo mau, não tenho grandes coisas para vos contar por isso é que tenho andado tão paradinha. Na segunda feira lá vou eu de passeio até Bragança, também sou fillha de Deus. Vai saber a muito pouco mas é assim a vida. BOM FIM DE SEMANA A TODOS !!!!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D