Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Assuntos do quotidiano, amor, família, amigos e várias experiências de vida. Fica por aqui ;)

O meu livro todos os dias

Recordações de infância:

Nasci em Lisboa e vivi em algumas casas de parentes. Uma das casas foi a do meu avô paterno em Tomar, muma aldeia. Era muito pequena e lembro-me de um cão branco e preto, das poças no Inverno em que os botins ficavam cheios de lama. Das bincadeiras com os primos e vizinhos. Subia às árvores e comia amêndoas, castanhas assadas, nozes e pinhões. Adorava estar na lareira e sentava-me em cadeiras pequenas próximo do lume. De manhã estava sempre muito frio. O meu avô tinha galinhas e uma delas era muito pequenina. Nós chamávamos de cócózita. A tia Rosária tinha uma mula e eu subia para cima dela e passeava com a tia Rosária. 

A família era enorme porque o meu pai tinha quatro irmãos e cada um tinha dois filhos. Eramos muitos e por vezes estavamos quase todos juntos. A casa do meu avô tinha outra casa mesmo ao lado que era de uma das minhas tias. Eramos tantos mas cabiamos nas duas casas, para dormir. Lemnro-me dos casamentos das primas e dos primos, eu e a minha irmã eramos as mais novas de todos os primos. Ainda crianças.

O tempo passou e o meu avô faleceu aos oitenta anos. Depois nunca mais nos reunimos mas de vez enquando iamos a Tomar  e ao Entroncamento a casa dos tios e primos. A minha prima e madrinha ficou a viver em Tomar junto à  casa do avô. 

A minha avó de Tomar faleceu muito nova e nunca a conheci. Nas fotos é muito parecida com o meu pai.

As festas de Tomar, o mercado e o convento são boas recordações. O jardim de Tomar também é a atração principal da cidade. O meu pai foi viver para Lisboa muito novo depois de morrer a minha avó e ficou a viver em Lisboa até hoje. Só se ausentou de Lisboa uns cinco anos por que emigrou para a Venezuela quando eu nasci.