Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Assuntos do quotidiano, amor, família, amigos e várias experiências de vida. Fica por aqui ;)

Conto de Natal- Os palhaços e as bruxinhas

images.jpeg

 

 

Numa ilha distante, havia três palhaços e duas bruxas. Habitavam todos juntos, numa pequena casa feita de madeira e revestida com muita era. Em frente à casa, estava numa placa escrito: «cuidado com as bruxas».

Certo dia, apareceu um anão em frente à casa, que achou aquilo tão engraçado e então decidiu pregar uma partida. Colocou um alguidar grande cheio de tinta azul no chão, mesmo frente à porta. Bateu as palmas e chamou:

« - Ó de casa!!! Ó de casa!!!»

Ele fez tanto barulho e gritou tanto, que vieram os palhaços a correr e cairam para cima do alguidar cheio de tinta. Claro está que não gostaram nada da brincadeira e andaram à procura de quem tinha feito aquela partida. O anão fugiu e ficou a assistir a tudo bem escondido.

Passaram uns dias e os palhaços danados, queriam ainda saber quem tinham feito aquela brincadeira. Estavam todos a almoçar e as bruxas decidiram ver na bola de cristal, quem tinha feito aquilo. Depois do almoço viram todos na grande bola de cristal, o anão a rir-se e a fugir, depois de ter posto aquele alguidar cheio de tinta.

A bruxa mais sabida, telefonou ao pai Natal e contou tudo o que se tinha passado. O Natal estava quase a chegar e então o pai Natal disse à bruxinha para não se preocupar, que o anão iria ter uma grande surpresa no Natal.

Preparam tudo para a chegada do Natal  e do pai Natal. Os palhaços e as bruxas fizeram uma festa de consoada e já náo se lembravam mais do que se tinha passado.

No dia de Natal bateram à porta dos palhaços e das bruxas.  Era o anão, a pedir desculpa e trouxe uma grande surpresa para todos.  O anão trouxe um grande perú recheado, prontinho a comer para todos se consolarem e mais ainda, ofereceu-se para ajudar nas tarefas de casa até à passagem de Ano. Coisa que o pai Natal tinha obrigado o anão a cumprir, para que não tivesse sete anos de azar.

Claro que esta última parte, o anão não contou, mas isso agora não interessa nada. O que interessa é que assim, os palhaços e as bruxas passaram um Natal e uma passagem de ano, tranquila e descansada com uma bela refeição.

Moral da história...tudo tem a sua consequência para o bem e para o mal. Os meninos que se portam mal pagam por aquilo que fazem...

 

 

 

10 comentários

Comentar post