Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Assuntos do quotidiano, amor, família, amigos e várias experiências de vida. Fica por aqui ;)

Conto de NATAL

descarregar.jpeg

 

 

Estava uma menina à lareira, olhava para os vidros da janela e via no horizonte, como a neve começava a cair.  Aqueceu as mãos pequenas e juntava as pernas uma a outra, para sentir o calor das chamas. Decidiu escrever uma carta para ela. Ordenou na carta que fizesse uma aventura nova em cada mês do ano novo, que estava prestes a começar. Escreveu a data e fechou para abrir, só quando acaba-se o ano novo. 

Quando terminou mais um ano lembrou-se da carta, abriu no dia um, estavam escritos doze objectivos e sonhos que tinha prometido cumprir. Analisou e viu que não tinha feito nada do que tinha pensado fazer. Como queria fazer algo por si, decidiu realizar o último desejo, que era passar o Ano Novo numa terra distante com um familiar. Correu para o telefone, ligou ao avô e chegou à conclusão que precisava ir vê-lo. Ele morava a duzentos quilómetros de distância e pediu aos pais para passar o fim de semana com o avô. Como os pais não podiam, pediu ao irmão mais velho que fosse com ela de comboio, só para ir o fim de semana. Passaram alguns dias e quando já tinha perdido a esperança, uma tia que foi a casa da menina, para visitar todos de casa, fez questão de levá-la com ela e então em troca, a menina pediu se podia levá-la até a casa do avô. 

- Claro que sim. Eu preciso de ir lá mesmo e vamos as duas.

A menina conseguiu ver o avô. Ele ficou radiante e fez uma grande festa com os meninos, que costumam brincar com a menina, pelas férias. 

- Vês avô eu prometi e cumpri. Quando queremos muito que algo aconteça, acho que tudo podemos fazer. Não é avô?

- Sim querida. Tudo se faz com amor e presistência. E mais vale tarde do que nunca...

 

 

 

 

 

 

 

14 comentários

Comentar post